RSS

Poesias ao contrário

Debaixo do sofá
viviam lá gatos
e como ele tinha medo
soltava-lhe os ratos.

Quando lhe caía um dente
colocava-o no talher
e a sua almofada
servia-lhe de colher.

Ao sábado e ao domingo
ia para a escola
e no resto da semana
tocava viola.

Usava o avião
para andar no mar
e o seu grande barco
para andar no ar.

1 comentários:

Paulo Alexandre disse...

isto é mesmo ao contrário,só faltava as letras de pernas para o ar!..


BEIJOS:

Inês Marinho